Classificados Massa!
Twitter
Sugira uma matéria

notícias


25

fev

2011

Simões filho é só crime

Barra está pesada

Felipe Amorim



A jovem Luana Miranda de Jesus, de 16 anos, foi morta com cinco tiros enquanto conversava com os amigos na noite da última quarta. O crime aconteceu em Simões Filho, cidade com a segunda maior taxa de homicídio do país segundo pesquisa divulgada ontem pelo Ministério da Justiça.

A história de Luana tem o enredo triste e batido: juventude, drogas e crime. Ela foi assassinada por encomenda, numa vingança por ter esfaqueado outra adolescente de 15 anos e a mãe da rival, há dez dias numa festa. A polícia acha que o motivo da rixa seja  a rivalidade entre grupos  de traficantes.

“Já esperava a qualquer hora alguém me dar a notícia”, lamenta o pai da jovem, José de Jesus, 59 anos. Há três anos José perdeu o filho mais velho, Jecivaldo de Jesus, que foi assassinado na porta de casa, também em Simões Filho, aos 21 anos, por quatro homens armados. Seu José não consegue encontrar explicações para a violência de hoje em dia.

“Não é falta de emprego, nem de educação. Eu deixei meus pais com 12 anos, mas hoje tenho meu patrimônio”, revela José, que hoje trabalha como empreiteiro de obras, intermediando braços para a construção civil.

A polícia prendeu  ontem os quatro homens acusados. O atirador, Denílson Lima Santana, 23 anos, confessou o crime e dedurou o mandante, André Pereira dos Santos, 28 anos, padrasto da adolescente esfaqueada.

O namorado da jovem agredida, Jamisson Ferreira de Jesus, 20 anos, também foi preso. Ele é mototaxista e levou o matador ao local do crime para mostrar quem era o alvo. O quarto acusado é Augusto Clímaco de Oliveira, 20 anos, que teria acompanhado Denílson no crime. Apenas Denílson assume participação. Os outros três negam. A suposta arma usada na morte da jovem, um revólver 38, estava na casa de André.

Bicho está pegando no interior

O  Mapa da Violência deixa os baianos  com o cabelo em pé. Seis cidades aparecem com taxas de homicídio mais altas que a capital: Simões Filho, Itabuna, Lauro de Freitas, Dias D’Ávila, Eunápolis e Camaçari. O secretário de Comunicação do governo, Robson Almeida, falou em nome do governador Jaques Wagner. Ele diz que encontrou a coisa feia, com uma escalada de morte de dá medo. Diz ele que o programa Pacto pela Vida vai melhorar a situação. Será?




publicidade

//]]>


Copyright � 2010 Grupo A TARDE Todos os direitos reservados.

Rua Prof. Milton Cayres de Brito n� 204 - Caminho das �rvores - Salvador/BA, CEP-41820570.