notícias


28

jun

2013

Irmãos são pés-quentes

Zezinho e Thiago Carvalho foram ver a Seleção vencer em BH e já estão no Rio

Divulgação


Irmãos são pés-quentes
Esporte

Edmilson Ferreira

No final da manhã da última quarta-feira, os irmãos José Carlos, 39 anos, e Thiago Carvalho, 28,  arrumaram as malas e foram para Belo Horizonte torcer pela Seleção Brasileira. Moradores de Salvador, os caras são pés-quentes e levaram as vibrações positivas da Boa Terra para o time de Felipão, que bateu o Uruguai por 2 a 1 e chegou à decisão da Copa das Confederações pela quinta vez – possui três títulos e um vice.

De lá da capital mineira, eles partiram ontem mesmo para o Rio de Janeiro, onde no próximo domingo, no Maracanã, esperam vibrar com mais um triunfo da Seleção e a conquista do tetra na competição continental. E que seja sem o sufoco passado em BH. "Rapaz, foi totalmente emocionante.

Sufoco nos 90 minutos, mas valeu a pena no final. É algo que só acontece uma vez na vida", relatou Zezinho, o irmão mais velho. "Os uruguaios são casca grossa, mas o Brasil jogou com alma e mereceu chegar à final", completou Thiago, o mais novo.

Para Zezinho, o goleiro Julio César fez uma grande partida, mas o prêmio de melhor em campo ele daria para o mineiro Bernard, que entrou no segundo tempo, no lugar  de Hulk. "Esse baixinho do Atlético Mineiro joga muito. Já merece ser titular no lugar do Hulk, que é esforçado, mas não vem jogando bem", opinou.

Já Thiago concorda com a Fifa no prêmio a Julio César. "Se ele não tivesse defendido aquele pênalti, talvez o Uruguai segurasse  o 1 a 0 até o final e eliminasse o Brasil", argumenta.


Maior paixão da família é mesmo o Esquadrão de Aço

Zezinho e Thiago torcem muito para a Seleção Brasileira e acreditam que na final da Copa das Confederações – "seja com quem for" – o time canarinho vai vencer por 2 a 0. "Gols de Neymar e Fred. Vamos estar no Maraca e sair de lá cantando ‘é tetra!’, como Galvão Bueno fez em 1994, nos Estados Unidos", previu Zezinho.

Mas a grande paixão da família Carvalho é o Esporte Clube Bahia. Os irmãos costumam viajar para todos os cantos do País onde o tricolor vai jogar pelo Campeonato Brasileiro. Thiago toca cavaquinho e banjo, enquanto Zezinho faz a marcação no timbau.

Aí a festa é garantida. E  eles até viajam para os jogos do rival Vitória fora de Salvador no Campeonato Baiano.  "Temos muitos amigos rubro-negros e gostamos da bagunça. Vamos fezendo o som dentro do ônibus e quando desembarcamos nas cidades a festa continua até os estádios.

Não vou negar que nos jogos do Vitória, eu e meu irmão ficamos secando o rival. Afinal, quem é Bahia de coração não torce para rubro-negro", diverte-se Zezinho.

 




publicidade



Copyright © 2010 Grupo A TARDE Todos os direitos reservados.

Rua Prof. Milton Cayres de Brito nº 204 - Caminho das Árvores - Salvador/BA, CEP-41820570.