Edição do dia
Sáb, 18/03/2017 | Atualizado em: 18/03/2017 às 05h00

Macacos não transmitem febre amarela. Se ligue!

Luana Almeida
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

Os macacos não são os transmissores da febre amarela. A informação foi divulgada por uma portaria do Ministério da Saúde, que especifica os grupos de animais sujeitos a doenças que podem ser repassadas para humanos.

O documento detalha que a ocorrência da febre amarela pode ser identificada por meio da morte de macacos, assim como a raiva silvestre é apontada pela morte ou adoecimento de animais domésticos e a febre do Nilo Ocidental, por meio de aves migratórias.

"As pessoas não devem, sob nenhuma hipótese, matar ou maltratar o animal, ainda que ele esteja doente. A população deve comunicar ao Centro de Controle de Zoonoses. Somente os agentes podem manusear e tomar providências acerca do aparecimento do animal morto ou enfermo", explica Isabel Guimarães, coordenadora de Vigilância e Saúde.

Os animais que forem resgatados doentes ou sem vida, segundo Isabel, serão encaminhados para análise em laboratórios especializados para que sejam realizados exames para a detecção ou não da doença.