Edição do dia
Sex, 21/04/2017 | Atualizado em: 21/04/2017 às 05h00

Tragédia Mergulho sem volta

da redação
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

O corpo da adolescente Ana Vitória Sena de Oliveira, 15 anos, que teria participado do jogo virtual Baleia Azul – prática que propõe a jovens obedecer a 50 comandos, até culminar com o suicídio – foi encontrado por pescadores no início da tarde de ontem, no rio São Francisco, na região do Porto do Jatobá, em Petrolina (sertão de Pernambuco).

A garota desapareceu na última segunda-feira, na cidade baiana de Juazeiro (a 500 km de Salvador). A informação foi confirmada pela 17ª Coordenadoria Regional de Juazeiro (Coorpin).

A suspeita da família de que a tragédia tenha relação com o jogo se intensifica, pois segundo a polícia, o corpo apresentava vários cortes nos braços e pulsos, característica de autoflagelo proposto pelo game. No celular de garota havia vídeos de uma pessoa se mutilando. Os parentes acreditam que seja a jovem nas imagens.

A adolescente tinha deixado uma carta de despedida na qual avisava aos familiares que pularia da ponte Presidente Dutra, que liga Juazeiro a Petrolina.

Publicidade