Edição do dia
Sex, 19/05/2017 | Atualizado em: 19/05/2017 às 10h37

é greve Se adiante: buzus vão parar na terça-feira

Anderson Sotero
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

O Sindicato dos Rodoviários aprovou, em assembleia realizada na manhã de ontem, greve da categoria para ser iniciada a partir da 0h da próxima terça-feira. Uma segunda votação foi realizada em outra assembleia às 15h, no Ginásio dos Bancários, na Ladeira dos Aflitos, onde os rodoviários presentes decidiram manter a decisão da manhã.

A greve, segundo o presidente do Sindicato dos Rodoviários, vereador Hélio Ferreira, é decorrente do impasse na negociação da campanha salarial 2017/2018 com a Integra, sindicato que representa os empresários de ônibus. "Infelizmente, a gente não tem outra saída. Tentamos negociar ao máximo", disse ao ser questionado sobre possíveis prejuízos para a população.

Estão previstas, segundo ele, uma reunião com o prefeito ACM Neto, às 9h de hoje e outra, às 11h, na Superintendência Regional do Trabalho. Na próxima segunda, haverá uma assembleia final, às 15h.

Ferreira contou que houve duas reuniões na Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob), com o titular da pasta, Fábio Mota, além de outra no MPT, mas que o impasse não foi solucionado. "É nosso limite. Nossa situação tem que ser resolvida em maio. Na outra semana já é junho. As negociações continuam paradas. Os empresários não apresentam contrapropostas. Não oferecem nada", acrescentou.

Publicidade