Edição do dia
Sáb, 12/08/2017 | Atualizado em: 12/08/2017 às 05h00

Juazeirense Terceira força está na área

Tiago Lemos
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

A tão sonhada terceira força do futebol baiano está prestes a ser confirmada. Amanhã, às 4h da tarde, na Arena das Dunas, a Juazeirense pode perder por dois gols de diferença para o América-RN que estará garantida na Série C 2018.

Como venceu o jogo de ida, em Juazeiro, por 3 a 0 - e o gol marcado fora de casa conta como critério de desempate -, o Cancão de Fogo pode ser derrotado por três gols de vantagem se balançar a rede que estará classificado.

Segundo o deputado estadual Roberto Carlos, presidente da equipe baiana, o bom desempenho da Juazeirense é fruto de uma labuta diária. "Um trabalho constante de pessoas que amam o futebol. A gente conta com jogadores que trabalham com a gente desde os primeiros anos do clube, como Waguinho, Nem, Capone, Tigre", explicou.

A expecativa é conquistar a vaga na Terceirona para a Bahia, mas sempre com respeito ao adversário. "Primeiro quero dizer que não conseguimos nada ainda. O jogo só acaba quando o árbitro apita o final. O América é um grande time, mas a gente está confiante que tudo vai ocorrer conforme planejado. A Juazeirense está se credenciando para conquistar essa vaga. Vai ser muito bom para o futebol da Bahia".

Para chegar tão longe na Série D, a Juazeirense passou por uma reformulação no elenco em relação ao primeiro semestre. "Nós não tivemos muito êxito na Copa do Nordeste e no Baiano e fizemos uma mudança radical. Ficamos com nossa base, de nove jogadores, e aí fomos buscar atletas com perfil de Série D. Conseguimos trazer esses jogadroes, encaixou e deu certo".

A folha mensal do clube é de R$ 120 mil, segundo Roberto Carlos. A campanha na competição nacional conta com quatro vitórias, seis empates e apenas uma derrota, com 20 gols marcados e 12 gols sofridos.