Edição do dia
Ter, 16/01/2018 | Atualizado em: 16/01/2018 às 05h00

Oxidação derrubou ponte do Terminal

Yuri Silva
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

redacao@jornalmassa.com

A oxidação dos grampos de ferro que sustentam as duas extremidades da ponte do terminal marítimo de Madre de Deus provocou o desabamento da estrutura, anteontem, na cidade litorânea da Grande Salvador. Foi essa a conclusão parcial da perícia feita ontem à tarde pelo Departamento de Polícia Técnica da Bahia (DPT-BA), segundo o perito criminal João Paulo Junqueira, responsável pela inspeção no local do acidente. Conforme o especialista, durante a visita, a perícia identificou a corrosão dos grampos que sustentam as extremidades da ponte. Para confirmar a hipótese, que ele dá como certa, um mergulho será feito para checar a situação dos grampos que romperam e finalizar o exame criminal.

"Fato é que foi a oxidação, provocada pela maresia, que derrubou a ponte. A gente não sabe de quanto em quanto tempo aquilo era trocado", afirmou Junqueira, explicando que o sobre-peso foi outro fator que, combinado com a oxidação, resultou no desabamento.