Esporte

Qui, 17/05/2018 | Atualizado em: 17/05/2018 às 11h38


Esporte

Hexa só no 'cheirinho'

Amanda Souza*
A+ A-

Ano de Copa do Mundo é sempre a mesma coisa: tem gente comprando televisão nova, pintando a rua de verde e amarelo ou preparando a decoração da festa junina com as cores do Brasil.

Desde a edição de 2006, os brasileiros aguardam pelo hexacampeonato da nossa seleção. A grande chance, em 2014, foi desperdiçada no passeio da seleção alemã, que aplicou a goleada de 7 a 1 no Brasil, em pleno Mineirão, pela semifinal da copa daquele ano.

Apesar do vexame na última edição, a boa atuação do Brasil nos últimos jugos tem plantado esperanças nos corações ao redor do país. Por isso, o MASSA! foi até a casa da ialorixá Mãe Jacira de Iansã para saber se, finalmente, é o momento do hexa.

Já de início, Mãe Jacira descartou a possibilidade do Brasil ser campeão mundial neste ano. "Dentro da minha visão e da visão espiritual, o Brasil pode chegar a ter uma boa atuação, mas não vai levar o título", afirmou.

A ialorixá explicou que os problemas com o elenco convocado para a competição é o principal elemento que dificulta a conquista do hexa. De acordo com ela, a Seleção Brasileira tem tudo pra ganhar, "mas os problemas no quadro de jogadores, antes e durante a copa, vão trazer muitas dificuldades para a equipe".

Além do desfalque do lateral Daniel Alves, Mãe Jacira ainda confirmou que existe a possibilidade de alguns outros jogadores importantes não jogarem, mesmo já estando na Rússia.

Outra questão levantada foi sobre Neymar. A mãe de santo deixou claro que, em algumas partidas, Neymar não estará entre os relacionados. "Por ser um jogador muito visado e perseguido, haverá confrontos que o Neymar não vai disputar. Não são todos, mas em alguns jogos a seleção não vai poder contar com ele", disse.

Sobre o prêmio de melhor do mundo, ela disse que ainda não é o ano de Neymar. "Ele é bom, mas ainda há outros mais experientes na frente dele. Ainda não é o ano dele, falta experiência".

A grande chance na competição é do baiano Anderson Talisca. "Ainda terão outras baixas na equipe. Por causa dessas faltas, ele vai entrar como substituto", afirmou a ialorixá. Vale lembrar que o técnico Tite revelou quem são os 23 convocados, mas não disse quais os 12 suplentes.

Mas se o Brasil não vai ganhar, quem vai? Segundo Mãe Jacira, o resultado de 2014 irá se repetir. A Alemanha aparece como a seleção mais próxima do título de campeã do mundo em 2018.

* Sob a supervisão do editor Rafael Tiago Nunes