Qui, 17/05/2018 | Atualizado em: 17/05/2018 às 11h38

Um amor bem grande e colorido

ANDREZZA MOURA
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

Em meio a tantos casos de violência envolvendo o público LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexual, Travestis, Transexuais e Transgêneros), até mesmo dentro do seio familiar, ver a história de uma mãe que, além de aceitar a orientação sexual de sua única filha, resolveu casar-se no mesmo dia que ela, nos deixa com uma gostosa sensação de estar, finalmente, vivendo em um mundo melhor, evoluído e mais respeitoso.

Hoje, 17 de maio, data em que se comemora o Dia Internacional Contra a LGBTfobia, é preciso realmente enaltecer atitudes como as da diarista Celidalva Oliveira Lima, 49 anos. No último dia 19 de abril, ela compartilhou com a filha, a doceira Janice Oliveira Ferreira, 27, o sonho e a alegria de poder casar e ser feliz ao lado de quem se ama.

A cerimônia foi celebrada no Cartório do Subdistrito de Valéria, na Estrada da Paciência, em Cajazeira 8. Celidalva selou sua união de 16 anos com o servente de serviços gerais Alexsandro dos Santos Lima, 43. Já Janice casou-se com a auxiliar de serviços gerais Angélica Correia Ferreira, 25, após sete anos de namoro. "Foi muito emocionante, foi bom demais casar no mesmo disa que a minha filha. Até a juíza de paz ficou encantada, disse que nunca tinha visto um casamento como o nosso. Pediu até para tirar foto", contou a diarista, ao lembrar do dia da celebração.