Tá Quente!

Ter, 10/07/2018 | Atualizado em: 10/07/2018 às 05h00


Tá Quente!

Sem vista Prédio não sobe e Geddel só desce!

A+ A-

Geddel Vieira Lima se tornou réu ontem, acusado de improbidade administrativa. O caso refere-se a uma suposta pressão sobre o então Ministro da Cultura Marcelo Calero para conseguir a liberação das obras do Edifício La Vue, na Ladeira da Barra, em Salvador.

A Juíza Federal Substituta Diana Wanderlei foi a responsável por julgar a denúncia feita pelo Ministério Público Federal (MPF), que acusava Geddel de ter coagido Calero a interferir numa decisão da regional do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan-BA) que havia barrado a construção do prédio.

O órgão chegou a mudar o parecer, que foi contestado pela sede do órgão em Brasília. Foi aí que Geddel ameaçou pedir 'a cabeça' do presidente nacional do Iphan caso não liberasse as obras.

Marcelo Calero deixou o Ministério da Cultura em 18 de novembro de 2016 e depois de muita pressão, no dia 25 de novembro, Geddel Vieira Lima pediu demissão do cargo de ministro.