Nas Ruas

Qua, 11/07/2018 | Atualizado em: 11/07/2018 às 05h00


Nas Ruas

Novo lar Casa dá suporte para universitários

Gabriel Andrade*
A+ A-

Alunos quilombolas da Ilha de Maré que estudam em faculdades na capital passaram a contar com um novo suporte para continuar os estudos. Inaugurada na manhã de ontem, a Casa dos Estudantes Quilombolas, em Matatu, vai funcionar como residência universitária, com capacidade para abrigar até 30 estudantes.

A casa é reservada para graduandos de Ilha de Maré que enfrentam dificuldades de transporte para frequentar as aulas. Inicialmente, Haiala Carvalho, Nayara Nascimento e Renato Neves serão os únicos moradores. A previsão é que até o ano que vem a residência esteja toda ocupada.

Haiala, que faz enfermagem na Universidade do Estado da Bahia (Uneb), conta que antes da residência morava de aluguel em Periperi. "Era bem complicado financeiramente. Gastava muito com aluguel e transporte", revelou a estudante, que pensou até em desistir dos estudos. "Não só por questões financeiras, mas também psicológicas, pois não tinha lugar para estudar, o que dificultava a manutenção de boas notas na faculdade", completou.

"É um sonho, me deixa sem palavras. Nossa vida vai ser mais fácil", definiu Renato, estudante de Ciências Sociais na Uneb, que antes da residência morava com parentes.

Para Nayara, a casa também ajuda pela localização. "Para conseguir estágio aqui é bem melhor, a gente consegue chegar em casa mais cedo e tem mais tempo para fazer as coisas", disse.

* Sob a supervisão da editora Meire Oliveira