Nas Ruas

Ter, 15/01/2019 | Atualizado em: 15/01/2019 às 05h01


Nas Ruas

TRETA Pintura no Farol dá o que falar

Henrique Almeida*
A+ A-

A pintura com a inscrição "Marinha do Brasil", feita pelo Comando do 2º Distrito Naval no telhado do prédio que fica abaixo da torre do Farol da Barra, criou não apenas impasse com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). O órgão afirma que não recebeu solicitação para a pintura do telhado e enviou nota técnica à Marinha informando sobre a impossibilidade de manter a pintura no bem, mas expôs, também, diferença de opiniões entre a população.

Enquanto os mais velhos insistem que o patrimônio não deve ser modificado, os mais jovens acreditam que a ação não é problemática. "O Forte é tombado e deve ser mantido intacto. É uma falta de respeito da Marinha fazer isso, mesmo que o Forte esteja sob a administração dela", afirma o aposentado Agnaldo Costa, 74.

Em contrapartida, o estudante Tiago Silva, 27, afirma que não há problema com a medida. "Nem dá para ver a inscrição. Só é possível com drone ou subindo no farol. Que besteira! A gente cria polêmica com tudo", destaca Tiago.

A foto com a pintura no telhado havia sido divulgada em publicação, via rede social, na semana passada. Em nota, a Marinha afirmou que, no caso do Farol da Barra, a pintura foi feita em material recentemente instalado, não danificando ou mesmo alterando o patrimônio cultural. "A Marinha está adotando as providências julgadas cabíveis junto aos órgãos competentes para regularização da pintura", diz o comunicado.

* Sob a supervisão da editora Meire Oliveira