Plantão

Ter, 15/01/2019 | Atualizado em: 15/01/2019 às 05h02


Plantão

Facadas Briga de casais acaba em morte

ANDREZZA MOURA E CATARINA ALCANTARA*
A+ A-

Uma rixa antiga entre dois casais de vizinhos por causa de som alto resultou na morte do pedreiro Adriano de Oliveira Gama, 38 anos, e na tentativa de homicídio contra a esposa dele, a doméstica Marilêde Maria Vilela, 52, na noite da sexta-feira (11), na Travessa Juscelino Barreto, em São Caetano, na localidade Goméia.

Segundo testemunhas, o casal estava dentro de casa, bebendo cerveja, quando foi surpreendido pelos vizinhos Kele dos Santos Barbosa, 33, a Cristal, e Denis José dos Santos, o Neco. Eles moram em frente à residência das vítimas.

Adriano levou seis facadas no abdômen e morreu na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de São Caetano. Já Marelêde foi esfaqueada cinco vezes no abdômen, costas, tórax lado direito e nas nádegas, ao tentar defender o marido.

Ela também foi atendida na UPA, mas precisou ser transferida para o Hospital do Subúrbio (HS), onde passou por cirurgia e, até ontem, seguia internada em estado estável. "Ela não está mais entubada, graças a Deus!. Já está conversando", revelou a concunhada dela.

Ontem de manhã, Kele foi detida por investigadores da 3ª Delegacia de Homicídios Baía de Todos-os-Santos (DH/ BTS), do Departamento de Homicídios (DHPP) e encaminhada ao Núcleo de Prisão em Flagrante para passar por audiência de custódia.

Uma testemunha contou que ela estava escondida na casa da mãe, também no bairro São Caetano. Neco segue foragido.

* Sob a supervisão do editor Samuel Lima