Plantão

Qua, 16/01/2019 | Atualizado em: 16/01/2019 às 05h02


Plantão

Pedreiro é morto e família acusa PMs

ANDREZZA MOURA
A+ A-

Familiares do pedreiro Gabriel Santos Oliveira, 26 anos, acusam policiais militares da 49ª CIPM (São Cristóvão) de serem os responsáveis pelo rapto e morte do rapaz. O corpo dele foi encontrado na tarde da segunda-feira (14), em uma casa abandonada na Estrada das Pedreiras, no Cassange, horas após ele ter sido levado do Barro Duro, bairro que fica às margens da Estrada CIA/Aeroporto.

Segundo a companheira de Gabriel, que não revelou o nome, populares disseram que era por volta das 6h da manhã, quando quatro homens encapuzados em um Volkswagen Voyage prata chegaram à localidade Favelinha, no Jardim Campo Verde, abordaram o pedreiro e o levaram.

"Passamos o dia todo procurando por ele, liguei para o celular dele, mandei mensagem no zap (WhatsApp), mas nada. Todo mundo dizendo que ele estava bem, mas eu sabia que não, senti que ele estava morto. Ficamos sabendo hoje (ontem) que ele estava aqui (no Instituto Médico Legal Nina Rodrigues)", lamentou a mulher.