Esporte

Sex, 08/02/2019 | Atualizado em: 08/02/2019 às 05h07


Esporte

É o cara! Neto Baiano quer fazer mais história

Amanda Souza*
A+ A-

A torcida pediu e ele veio. Neto Baiano foi oficialmente apresentado ontem, no Barradão, pelo presidente Ricardo David, como novo contratado do Vitória.

O ídolo retorna ao Leão através de um contrato de produtividade com validade até o fim do Nordestão. Caso tenha um bom desempenho neste período, o contrato poderá ser renovado para a Série B do Brasileirão.

Querido pelo torcedor rubro-negro, Neto carrega bons números com a camisa rubro-negra. Apesar de ter conquistado apenas um título, o Baianão de 2009, o centroavante é o maior artilheiro da história do Barradão - 53 gols - e tem a marca de ter sido o autor do milésimo gol do estádio, em 29 de abril de 2009.

Esta será a quarta passagem do atacante pela Toca. A história de amor, que começou em 2009, já sofreu muitas mudanças. "[Agora] Mais experiência, mais calmo e mais sabedoria. Tem que saber falar as coisas direito, na hora certa, ajudar no vestiário. Antigamente falava o que não devia, acabava prejudicando. Além de jogar, tenho que ajudar no vestiário", lembrou.

Apesar do "oba-oba" pela chegada do ídolo, teve torcedor que se preocupou com a forma física de Neto, que já tem 36 anos. Sobre isso, ele garante que não precisam se preocupar e que estará bem para ajudar o grupo. "Se não tivesse, jamais viria para o Vitória, jamais viria roubar o Vitória. Vim para ajudar o clube que eu amo", garantiu o artilheiro.

Com humildade, o artilheiro ainda comentou que, neste momento, o dono da camisa nove é Léo Ceará. "Primeiro tenho que buscar a reserva, depois a titularidade", ressaltou.

Diferente das outras vezes em que passou pelo Barradão, quando sempre foi muito direto nas perguntas sobre a rivalidade com o Bahia, desta vez, ele preferiu "escorregar". Comparado a Fernandão, que acabou de retornar ao Bahia, Neto se esquivou. "Do lado de lá não tenho nada ver não. Por mim fica lá e eu aqui", disse.

Apesar da escorregada, o atacante deixou claro que pretende voltar a assumir o cargo de carrasco do rival. "Tem que ter resenha, mas só posso falar resenha mais forte agora depois que ganhar o clássico", brincou o jogador.

Neto, em nenhum momento, escondeu a alegria de estar de volta ao Barradão, chegando a comentar a proximidade que tem com todos os funcionários do clube e como se sente em casa. "Além de ser torcedor, isso pra mim aqui... Só Deus sabe a alegria que estou, o que eu fiz para estar aqui. Queria mesmo jogar no Vitória. Foi uma vontade minha muito grande", confessou o ídolo rubro-negro.

*Sob a supervisão do editor Léo Santana