Plantão

Sáb, 09/02/2019 | Atualizado em: 09/02/2019 às 05h07


Plantão

Execução Vigilante foi morto quando ia pro trabalho

Raul Aguilar
A+ A-

Investigadores da 1ª Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa Atlântico estão em busca dos autores do assassinato do vigilante Gilberto Marques dos Santos Junior, 37 anos, executado na fim de tarde da última quinta-feira (7), na Avenida Vasco da Gama.

O vigilante tinha saído de casa, que fica no Engenho Velho da Federação, e estava se dirigindo ao trabalho, que fica em um condomínio no Horto Florestal – em um percurso que dura cerca de 15 minutos – quando parou o carro próximo a uma sinaleira e foi surpreendido por homens em um outro veículo, ainda não identificado, que dispararam várias vezes, atingindo Gilberto em diversas partes do corpo.

O corpo do vigilante foi sepultado no final da tarde de ontem, sob um clima de forte comoção, no Cemitério do Campo Santo, na Federação.

O tio da vítima, que preferiu não se identificar, disse que o sobrinho era um "cara de família, que não tinha inimigos. Ele vivia para o trabalho e ajudava todo mundo".