Esporte

Seg, 11/02/2019 | Atualizado em: 11/02/2019 às 12h11


Esporte

Igualdade na Arena Cajueiro

Rafael Teles
A+ A-

Bahia de Feira e Vitória entraram em campo, ontem, na Arena Cajueiro, com números iguais em pontos, triunfos e saldo de gols. Noventa minutos depois, duas bolas na rede para cada lado, e um resultado que não agradou as equipes, que viram o Bahia (da capital) vencer seu jogo e encostar na briga pela liderança do Baianão.

O empate em 2 a 2 foi válido pela quinta rodada do Estadual. O resultado manteve o Tremendão na ponta, com os mesmos 11 pontos do Rubro-Negro, mas com um gol a mais marcado.

Nesta quarta-feira, o Vitória volta a campo em compromisso pela Copa do Brasil, contra o Moto Club, no Maranhão. A próxima partida pelo Baianão será dia 24 de fevereiro, também fora, diante da Juazeirense.

Ontem, o Bahia de Feira não se intimidou diante do Vitória, mostrou organização e soube explorar seus pontos fortes para sair na frente do placar. A bola parada funcionou aos nove minutos. Jarbas cobrou escanteio e Deon, no primeiro pau, se antecipou aos zagueiro para cabecear. Caíque, que ficou plantado, nada pôde fazer.

O empate do Leão veio aos dez minutos do segundo tempo. A zaga do Tremendão afastou mal cobrança de escanteio e Bruno Bispo aproveitou bem a sobra. Ele contou com desvio para tirar a bola do alcance de Jair.

Aos 25, a virada do Vitória: Cleber escorou cruzamento e Welisson chegou livre para finalizar. Mais uma vez, o chute contou com desvio para vencer Jair.

O gol deixava o Leão na ponta da tabela, mas a liderança não durou muito tempo. Aos 31, em novo ataque do Bahia de Feira, a bola ficou viva na área, e, na confusão, Caíque chutou a redonda em cima de Bruno Bispo. Lance de azar que virou gol de empate do Tremendão.

No final, o atacante rubro-negro Cléber levou o segundo cartão amarelo e terminou expulso.