Esporte

Seg, 09/09/2019 | Atualizado em: 09/09/2019 às 04h04


Esporte

Fórmula 1 Ferrari volta a brilhar no GP da Itália

Jefferson domingos
A+ A-

Charles Leclerc fez a festa dos fãs da Ferrari ontem, ao vencer o GP da Itália, em Monza, a 14ª etapa do Mundial da Fórmula 1. O piloto monegasco resistiu à intensa pressão de Lewis Hamilton e Valtteri Bottas, ambos da Mercedes, por 53 voltas para garantir o triunfo que a tradicional equipe italiana não conquistava desde 2010, com o espanhol Fernando Alonso.

Insistentes pelo primeiro lugar, Hamilton e Bottas completaram o pódio. A Renault também teve uma corrida consistente ao colocar o australiano Daniel Ricciardo em quarto e o alemão Nico Hulkenberg em quinto.

Ao contrário do parceiro de equipe Leclerc, Sebastian Vettel não teve um dia feliz. O alemão acumulou problemas durante a prova e terminou em 13º lugar. Já o holandês Max Verstappen, que largou em último, terminou em oitavo.

Mas a corrida de ontem ficou marcada pela disputa entre Leclerc e Hamilton. O piloto da Ferrari defendeu, por dois momentos, com agressividade às investidas do adversário. Em uma delas, recebeu advertência. Na outra, acabou escapando da pista, mas segurou a posição.

Depois foi a vez de Hamilton falhar no mesmo local em que Leclerc havia vacilado. O inglês conseguiu voltar, mas atrás de Bottas, que passou a pressionar o piloto da Ferrari. Hamilton perdeu ritmo e acabou parando mais uma vez nos boxes na 50ª volta.

A dispiuta estava intensa, mas, na 51ª volta, foi a vez de Bottas errar ao final da reta dos boxes, quando estava a meio segundo de Leclerc. As arquibancadas em Monza festejaram como um gol. Os últimos metros foram eletrizantes com o delírio da torcida italiana e de Leclerc.