Te Contei?

Sex, 13/09/2019 | Atualizado em: 13/09/2019 às 05h04


Te Contei?

Arte revigorante Carlos Reis encontrou a felicidade na literatura

PEDRO MORAES*
A+ A-

Uma vida de superação e despertar da consciência. É assim que Carlos Reis desenvolveu a história de duas mulheres que encaram várias dificuldades. O conto faz parte do livro "Diário do Conflito", que será lançado amanhã (14), na Livraria Leitura, no Shopping Bela Vista, às 19h.

Segundo o escritor, o propósito da nova obra é fazer com que os leitores identifiquem o sentido da vida e a razão pela qual estão no mundo. "A mensagem é retratar a busca pelo sentido da vida, pelo que torna o ser humano pleno e preenchido, para que, assim, dê continuidade à jornada. Ele deixa a mensagem clara de que a busca pelo sentido é a razão de se encontrar e acordar do mundo ilusório e sem realismo", disse.

Cadeirante desde os 17 anos por causa de uma doença degenerativa autoimune, Carlos Reis encontrou na arte plástica um alento para sobreviver. Depois, na literatura, um trabalho profissional, considerado uma fortaleza libertadora e com grande poder de autoaceitação.

"A arte me trouxe liberdade e emancipação de um mundo sem beleza. Ela é poderosa e reconstrutora. Eu encontrei uma forma de ser livre fazendo arte", revelou o escritor de 52 anos.

De acordo com Carlos, as limitações não o impedem de ter voz e expressar seus sentimentos perante uma sociedade preconceituosa.

"O ser humano ainda é muito atrasado, não aceita o diferente. A arte possibilita o poder de falar de igual para igual com os outros", concluiu Carlos Reis.

*Sob a supervisão do jornalista Tiago Lemos