Esporte

Ter, 01/10/2019 | Atualizado em: 01/10/2019 às 07h35


Esporte

Acabou a paciência da torcida

Everton santos*
A+ A-

Após a derrota para o Bragantino e o retorno à zona de rebaixamento da Série B, o elenco do Vitória foi recebido no Aeroporto Luís Eduardo Magalhães, na madrugada de ontem, sob protestos de membos da maior torcida organizada do clube, "Os Imbatíveis", além de outros rubro-negros.

O clima ficou bastante tenso no local, pois assim que os jogadores desembarcaram na capital baiana foram recebidos com gritos de "vergonha, vergonha, vergonha, time sem vergonha" e "se o Vitória não ganhar olê, olê, olá, o pau vai quebrar".

Na manifestação, sobrou também para o presidente Paulo Carneiro que assumiu o clube no final de abril. "Não é mole não, diretoria de terceira divisão", cantavam os rubro-negros.

A bronca do torcedor é por conta dos péssimos resultados que o Leão obteve na temporada. Fora das finais do Baianão, eliminado do Nordestão sem um triunfo sequer e desclassificado pelo Moto Club na primeira fase da Copa do Brasil, agora o torcedor do Vitória tem que amargar um possível rebaixamento à terceira divisão.

São 44 jogos em 2019, com nove vitórias, 18 empates e 17 derrotas, com um aproveitamento de 34%. Neste ano, o Leão marcou 40 gols e sofreu 57, em um saldo de -17.

Pressionado, o Vitória volta a campo na quinta-feira (3), às 21h30, contra o Sport, na Arena Fonte Nova.

*Sob a supervisão doeditor Léo Santana