Esporte

Sex, 18/10/2019 | Atualizado em: 18/10/2019 às 08h01


Esporte

Ressurgindo das cinzas

Léo Santana
A+ A-

O jovem Marco Antônio 'ressurgiu da cinzas' como um verdadeiro fênix e foi fundamental no triunfo do Bahia sobre o Grêmio, fora de casa, na última quarta-feira, em plena Arena do Grêmio. Após quase nove meses sem atuar, o meia atacante entrou na partida em Porto Alegre aos 22 minutos do 2º tempo, no lugar do venezuelano Guerra, e sofreu o pênalti, aos 42, que foi convertido por Arthur Caíke garantindo três pontos.

Logo após o jogo, o técnico Roger Machado vibrou com a escolha do garoto para o jogo e tentou explicar o motivo pelo qual não vinha utilizando-o. "Marco [Antônio], eu dizia que precisava evoluir, precisava mostrar nos treinos, números. Ele nada mais fez do que faz todo dia no treinamento. Pegou a bola no fundo e vai para cima do adversário, em 90% das vezes, ele tem vitória pessoal. O que faltava era o compromisso defensivo", destacou o treinador.

Além de explicar a parte tática de Marco Antônio, o comandante deixou um recado para a jovem promessa da divisão de base tricolor. "Não sou eu que escalo o jogador; é ele quem se escala. Por isso parabenizei ele no final do jogo. Fico feliz, e ele também. Quando estiver bem, vai receber oportunidade", completou.

Portanto, como diz o ditado popular: "faça sua parte que eu te ajudarei", Marco Antônio.