Plantão

Qua, 06/11/2019 | Atualizado em: 06/11/2019 às 04h05


Plantão

Garota foi abusada pelo próprio pai

Nicolas Melo
A+ A-

redacao@jonalmassa.com.br

Um homem é procurado pela polícia, após ser acusado de estuprar a filha de 7 anos, em Porto Seguro, no sul do estado.

Jussiê Silva Nery Tolentini, 35 anos, que está com um mandado de prisão em aberto desde o dia 1º, cometia os abusos há cerca de um ano e, durante esse tempo, ele persuadia a filha com ameaças.

Segundo a delegada Camila Kruschewsky, da Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) de Porto Seguro, os pais da criança são separados há mais de 4 anos.

"Ela ia para a casa do pai a cada 15 dias, quando o crime ocorria. Uma pessoa flagrou ele na cama com a filha de forma suspeita e pressionou a menina. De início, ela não falou por medo, mas, depois, revelou a violência", disse a delegada. O último abuso foi cometido no dia 28 de outubro.

Segundo Camila, não houve conjunção carnal, mas o homem apalpava e acariciava partes íntimas da filha, além de pedir para que ela acariciasse ele também. A criança foi ouvida e é acompanhada por um psicólogo.

"Foram atos libidinosos", comentou a delegada, acrescentando que, para conseguir o silêncio, Jussiê ameaçava a filha, alegando que ela nunca mais veria o irmão, de 4 anos, fruto do atual relacionamento dele.

"Ela ama demais o irmão menor. Ela sabia que era errado, mas o dano psicológico causado pelo pai foi grande", completou.

Após as acusações, Jussiê não prestou esclarecimentos na delegacia e fugiu.