Plantão

Qui, 07/11/2019 | Atualizado em: 07/11/2019 às 04h05


Plantão

Novinha quer ficar bem longe da mãe

Nicoas Melo
A+ A-

Com lágrimas nos olhos, Marilene da Silva Mattos, 45 anos, falou sobre a cirurgia plástica que a sobrinha, de 16 anos, passou para retirar o tecido morto do corpo, no Hospital Geral do Estado. Ela foi queimada com água fervente, jogada pela mãe, no último dia 2, em Conceição do Jacuípe.

Marilene revelou que a sobrinha não quer mais ter contato com a mãe, depois da tentativa de homicídio. Ela também falou que se sente culpada pelo que aconteceu com a menina e que teve várias oportunidade de denunciar a irmã, Marilucia da Silva Mattos.

"Eu poderia ter ido à delegacia ou à Justiça para pedir que o companheiro dela (o Cabeça) se retirasse da casa da minha mãe. Confesso que tive medo de fazer isso e eles se voltarem para mim. Agora minha sobrinha está queimada", desabafou.

O crime foi cometido após a confusão entre a sobrinha e Cabeça. Ela tinha posto água no fogo para esquentar, para tomar banho. "Ela foi pega de surpresa", contou Marilene.