Nas Ruas

Qui, 07/11/2019 | Atualizado em: 07/11/2019 às 04h05


Nas Ruas

Salário mínimo para pescadores e marisqueiras

Bruno Brito e Vitor Castro*
A+ A-

Representantes do Ministério da Agricultura, Agropecuária e Abastecimento (MAPA) anunciaram, ontem, em Salvador, que o governo vai liberar um salário mínimo para cada um dos 25 mil pescadores e marisqueiras, com cadastro oficial ativo na Bahia, nos meses de novembro e dezembro, o que soma um total de R$ 49,9 mil iniciais. O dinheiro visa minimizar prejuízos causados em razão do óleo que atingiu o litoral baiano e praticamente paralisou suas atividades.

São quase 45 mil pescadores e marisqueiras cadastrados, segundo a Bahia Pesca, muitos deles inativos por alguma pendência. Por conta disso, o órgão está recadastrando essa população. As categorias ligadas ao setor, porém, alegam que somam mais de 100 mil pescadores e marisqueiras no estado, a maioria com dificuldades de gerar renda após o óleo que chegou ao litoral baiano.

Em Salvador, o cadastro está sendo realizado na Feira de São Joaquim até hoje, das 8h às 16h; e no Terminal Pesqueiro da Ribeira, das 8 às 16h, até amanhã. Para realizar o cadastro, os pescadores devem levar RG, CPF, NIS, comprovante de residência e, se possuírem, o Registro Geral de Pesca (RGP).

"Estamos realizando além de Salvador, também no interior. A previsão é terminar em até 30 dias, pode demorar até 60, mas estamos fazendo o esforço, pela urgência que o caso impõe", disse o presidente da Bahia Pesca, Marcelo Oliveira.