Viver Bem

Qua, 12/02/2020 | Atualizado em: 12/02/2020 às 04h00


Viver Bem

Dormir mal é uma chateação

durval ferreira*
A+ A-

A dificuldade de dormir é um problema que atrapalha muitos brasileiros. Segundo a Associação Brasileira do Sono (ABS), a insônia no Brasil atinge 73 milhões de pessoas, prejudicando a rotina e a produtividade do dia a dia.

O neurologista Thiago Fukuda diz que a insônia pode ser dividida em duas fases: a primária e a secundária.

Na fase primária, não há uma causa precipitante para a noite mal dormida, mas a secundária pode ser originada por outros problemas. "Situações como ansiedade, depressão, estresse psíquico, hábitos de vida inadequados ou uso de estimulantes próximo ao horário de dormir são causas secundárias da insônia", explicou o especialista Thiago Fukuda.

Além de atrapalhar a rotina diária, a insônia pode favorecer o surgimento de outras doenças "Dormir mal pode levar a alterações clínicas e facilitar o aparecimento de doenças como hipertensão, diabetes, depressão e obesidade", detalhou o especialista.

O paciente que apresentar sinais de insônia pode realizar um exame chamado polissonografia, após ida ao médico, para localizar a causa, o tipo de insônia e ser orientado sobre a melhor forma de tratar. "O tratamento pode ser tanto comportamental quanto as mudanças de hábito ou medicamentoso", destacou Fukuda.

* Sob a supervisão do jornalista Tiago Lemos