Esporte

Sex, 13/03/2020 | Atualizado em: 13/03/2020 às 04h01


Esporte

Quebrando as barreiras

Filipe Ribeiro*
A+ A-

Como tantas outras personalidades femininas a remar contra a força do preconceito, a baiana, jornalista esportiva e narradora Manuela Avena se aventura ao quebrar barreiras num mundo voltado para o masculino. No último sábado, ela se tornou a primeira mulher a narrar um jogo do Nordestão, entre Bahia e Confiança, e a repercussão foi além das quatro linhas.

"O retorno foi muito bacana. As pessoas gostaram da narração, algumas citaram pontos muito legais para melhorar, mas o resultado foi bem positivo. O retorno da audiência também foi muito bom", comemorou Manuela.

Segundo os dados do Ibope, em Salvador, durante o jogo do Tricolor, a TV Aratu (SBT) foi líder de Ibope com 11 pontos de média, com picos de 14. O retorno do público serviu para mostrar que é preciso saber que há mulheres no mercado quebrando tabus e mostrando suas capacidades.

"Elas precisam saber que existem mulheres narrando, porque isso encoraja. [...] Fico feliz de ser referência e hoje recebo muita mensagem legal, muitas meninas que dizem: 'Você abriu caminho para o meu sonho e vou lutar pra realizar'".

*Sob a supervisão doeditor Léo Santana