Tá Quente!

Ter, 17/03/2020 | Atualizado em: 17/03/2020 às 04h02


Tá Quente!

Prevenção Rede estadual de ensino tem aulas suspensas

Rodrigo Aguiar
A+ A-

O governador Rui Costa anunciou ontem uma série de ações para conter a propagação do novo coronavírus na Bahia. Entre as medidas, presentes em decreto assinado pelo chefe do Executivo baiano, está a suspensão das aulas por 30 dias, a partir de hoje, na rede estadual de ensino em Salvador, Feira de Santana e Porto Seguro, cidades nas quais já foram registrados casos de coronavírus na Bahia.

No programa Papo Correria, transmitido no Facebook, Rui destacou que possíveis novas ações serão avaliadas diariamente. "Todos os dias temos reuniões e as medidas serão progressivas, anunciadas diariamente. Se aparecer algum caso, eventualmente podemos anunciar suspensão das aulas dessa ou daquela região, ou de todo o estado", disse. Também foram suspensos eventos de cunho religioso, político ou cultural que reúnam mais de 50 pessoas nas três cidades.

Rui determinou a higienização especial nos transportes públicos e a medição da temperatura das pessoas que chegam à Bahia pelos aeroportos, rodoviárias de Salvador e Feira, além de rodovias federais. O atracamento de navios de turismo está proibido.

Serão instalados postos avançados na BR-116, BR-101 e na BR-242. Caminhões e ônibus serão parados para que a medição da temperatura dos passageiros seja realizada. Quem apresentar temperatura elevada ou febre não terá a entrada permitida no estado. Caso se trate de alguém da Bahia, será orientado sobre os procedimentos que deve adotar.

Foi suspenso por 90 dias o recadastramento de pensionistas e inativos do Estado realizado mensalmente. Suspensas, as férias e licença-prêmio dos profissionais de saúde da Bahia serão posteriormente reprogramadas. O trabalho remoto foi autorizado para servidores com mais de 60 anos.

Ainda na transmissão, o governador afirmou que o décimo caso de coronavírus registrado na Bahia é decorrente da ação de um empresário, cujo nome não foi revelado, que, mesmo ciente de estar contaminado, veio de São Paulo para Trancoso. "O décimo caso, de Porto Seguro, foi uma ação irresponsável, negligente, de um empresário que teve seu caso confirmado, no [hospital Albert] Einstein. O médico determinou que ele ficasse em casa por pelo menos uma semana, e ele pegou seu jatinho, convidou alguns amigos e foi para Trancoso. Já determinei à PGE que abra um processo criminal contra esse empresário", declarou.

Conforme a Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), trata-se de um homem de 43 anos, de Porto Seguro, que trabalha na residência de uma pessoa com diagnóstico positivo. Os outros nove casos confirmados são de residentes em Salvador (quatro) e Feira de Santana (cinco). Ainda segundo a Sesab, de janeiro até as 17 horas de ontem, a Bahia registrou 587 casos notificados com suspeita clínica de infecção pelo novo coronavírus, dos quais 10 confirmados. Outros 249 foram descartados e 328 aguardam análise laboratorial.