Plantão

Qua, 17/06/2020 | Atualizado em: 17/06/2020 às 06h24


Plantão

Taxista baleado morre no hospital

Nicolas Melo
A+ A-

O taxista Leandro Santos dos Prazeres, 27 anos, morreu na manhã de ontem, após 20 dias internado no Hospital Geral do Estado. Ele foi baleado no último dia 27, na localidade do Planeta dos Macacos, em São Cristóvão, onde teria ido atender a uma corrida.

Leandro, que era conhecido como Leo Gordo, foi surpreendido por três homens armados, que atiraram contra ele. Três tiros atingiram o taxista e um dos projéteis perfurou e ficou alojado em um dos pulmões.

"Desde que aconteceu, Leandro ficou internado na UTI. Hoje (ontem), recebemos essa triste notícia sobre o falecimento dele. É triste porque a gente sempre espera a recuperação, mas agora o que fica são as lembranças boas dele", lamentou o presidente da Associação Geral de Taxistas (AGT), Dênis Paim.

A suspeita é que fosse uma tentativa de assalto, já que o celular dele foi levado, segundo Paim. Mesmo ferido, Leandro ainda conseguiu fugir dos bandidos e dirigiu até a avenida São Cristóvão.