Viver Bem

Qui, 25/06/2020 | Atualizado em: 25/06/2020 às 04h01


Viver Bem

TOC Uma possibilidade maior na pandemia?

Durval Ferreira*
A+ A-

O coronavírus deixou as pessoas mais preocupadas e precavidas. Com a pandemia, algumas pessoas passaram a desenvolver ansiedade, medo de contaminação e começaram a repetir, constantemente, hábitos de limpar as coisas com maior frequência. Esses são os principais sintomas do Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC). Conforme a Organização Mundial da Saúde (OMS), a patologia atinge cerca de 3% da população mundial.

A atendente de telemarketing Márcia Maria, 44 anos, que teve coronavírus, pode ser um exemplo. "Depois de ter me recuperado, estou lavando as mãos o tempo inteiro, as roupas todo dia, mesmo sem sair de casa. Acabei desenvolvendo um pouco de paranoia", contou.

A psicóloga Luana Cerqueira esclareceu que o TOC pode ser desenvolvido em qualquer período da vida. "A pessoa com o TOC pode não conseguir realizar nem tarefas diárias básicas por causa do transtorno. Então, imagine você querer, mas não conseguir, realizar determinada tarefa, por ter pensamentos intrusivos e/ou comportamentos repetitivos que te impedem? Essa dificuldade pode acarretar um distanciamento social, depressão, distúrbios alimentares, dentre outras consequências", explicou.

*Sob a supervisão do jornalista Tiago Lemos