Esporte

Qua, 29/07/2020 | Atualizado em: 29/07/2020 às 05h02


Esporte

penúltimo passo rumo ao título

Jefferson Domingos
A+ A-

Ansiedade, confiança, receio... É justificável que o torcedor do Bahia tenha acordado hoje com alguns desses sentimentos, sintomáticos nos amantes de futebol em dia de jogo importante. Às 19h30, o Tricolor enfrenta o Confiança no Estádio de Pituaçu, em busca de chegar na final da Copa do Nordeste pela oitava vez e conquistar o seu quarto título da competição. A vaga para a grande decisão será definida no duelo único desta quarta-feira. Em caso de empate, a disputa vai para as cobranças de pênaltis.

O elenco do Esquadrão sabe da expectativa da torcida por grandes conquistas e, neste momento, trata a conquista regional como prioridade. "Com o título da Copa do Nordeste eu poderia entrar na história do clube. É um título importante e é o meu objetivo agora. O próximo é a Copa Sul-Americana", disse Fernandão, escalado para a entrevista coletiva ontem, no Centro de Treinamento Evaristo de Macedo, a Cidade Tricolor.

Mas o jogo de hoje promete ser duro. O Confiança foi líder do grupo B do Nordestão e eliminou o Santa Cruz nas quartas de final. Apesar disso, o Tricolor leva vantagem no retrospecto recente, pois encerrou a invencibilidade do Dragão na competição, com o triunfo por 1 a 0 na 6ª rodada.

Na autoavaliação dos jogadores do Bahia, o time tem evoluído a cada jogo e dado boa resposta no retorno, após quatro meses sem entrar em campo por causa da pandemia do coronavírus. "A volta tem sido importante, o clube tem evoluído e vai voltar a ser o Bahia da temporada passada. Daqui para frente será só melhora", prometeu Fernandão.

O centroavante, inclusive, deve seguir no time titular no lugar de Gilberto, que ainda se recupera de uma lesão no joelho e não tem prazo para voltar. Deste modo, o camisa 20 irá completar 100 jogos com a camisa tricolor e, apesar de estar em um momento de retomada do clube, com dois gols nas últimas duas partidas, ele revelou uma insatisfação com o próprio desempenho e quer entregar mais. "Tenho consciência de que fiz um bom trabalho na pandemia, estou fazendo um bom trabalho agora. Aos poucos vou melhorando meu futebol", apontou.

Em jogos importantes como o de hoje, o apoio da torcida sempre será fundamental. No entanto, um dos requisitos que permitiram a retomada dos campeonatos foi a realização das partidas com os portões fechados. Em meio a esse "novo normal", Fernandão disse que o barulho do torcedor está fazendo falta, mas reconheceu a importância da medida. "Ruim. A arquibancada lotada e o incentivo deles pessoalmente é importante. Eles são o nosso 12º jogador. Estamos fazendo o melhor por eles que estão em casa. Vamos rezar para tudo voltar ao normal", comentou.

O volante Gregore deve retornar ao time, após ser vetado do jogo contra o Botafogo-PB por estar com coronavírus no exame pré-jogo. Ele já havia testado positivo para a Covid-19 há 40 dias, quando os treinos retornaram. Porém, outros três exames foram feitos no sábado e tiveram resultados negativos.