Everton Santos*

redacao@jornalmassa.com.br

Em um duelo agitado, com sete gols e três expulsões, o Vitória mostrou um bom futebol nos minutos iniciais, chegou a sonhar com a classificação à quarta fase da Copa do Brasil, mas com um homem a menos, acabou perdendo por 4 a 3 para o Ceará, ontem, no Barradão. Agora, eliminado do torneio, o Leão deixa de embolsar R$ 2 milhões e só resta a disputa da Série B na temporada.

O primeiro tempo foi muito movimentado. Precisando do resultado, já que havia perdido na ida por 1 a 0, o Vitória pressionou a saída de bola do Vozão e deu certo. Logo aos sete minutos, Carleto lançou na área, Luiz Otávio cortou mal e Léo Ceará bateu de fora para abrir o placar.

Em seguida, aos 15 minutos, o Leão deu mais uma mordida. Vico foi lançado e derrubado por Fernando Prass dentro da área. O juiz marcou pênalti e Carleto ampliou o placar em 2 a 0 para os mandantes.

Se o jogo já estava emocionante, começou a ganhar contornos dramáticos para o Vitória quando Léo Ceará foi expulso, junto com o volante do Ceará, Charles, após um desentendimento entre eles. Na sequência, Vico meteu a mão na bola dentro da área, o juiz deu pênalti para o Vozão e também expulsou o camisa 11 do Vitória. Rafael Sóbis foi para a cobrança, mas Ronaldo defendeu a bola e pegou o rebote.

No entanto, 10 minutos depois não teve jeito. Em novo vacilo do Leão, Fernando Neto derrubou Sóbis dentro da área e houve outra penalidade máxima. Desta vez, Vina bateu bem e diminuiu o placar em 2 a 1.

Veio o segundo tempo e a chuva de gols continuou. Aos dois minutos, Leandro Carvalho cruzou na área e Carleto mandou contra o próprio patrimônio.

A partir daí, acuado e tentando fechar os espaços, o Leão não conseguiu resistir aos ataques do Ceará. Foi então, que Maurício Ramos saiu jogando mal e Vina serviu Fernando Sobral para virar o jogo pro Vozão.

Aos 19 minutos, foi a vez de Jordy Caicedo empatar a partida, dando esperanças ao torcedor rubro-negro. Entretanto, o tempo passou e a pá de cal no sonho do Leão veio aos 43 minutos, quando Lima estufou as redes para carimbar a classificação do Ceará na Copa do Brasil e tirar o Vitória da competição nacional.

*Sob a supervisão do editor Léo Santana