Bruno Reis:
Foto: Raul Spinassé/Ag. A TARDE

Da Redação

A campanha do candidato à prefeitura de Salvador, Bruno Reis (DEM), definiu o protocolo sanitário que deverá ser seguido por todos os candidatos das 15 legendas que compõem a coligação no pleito deste ano. Com a pandemia do Covid-19 impedindo os costumeiros comícios e as caminhadas, já que aglomerações configuram um fator de risco para a transmissão do vírus, a campanha se concentrará na realização de carreatas.

“Essa não será uma eleição como as outras porque estamos ainda vivendo uma crise sanitária. Decidimos criar esse protocolo para que a nossa campanha seja a mais responsável e segura possível nesse momento de pandemia. Temos responsabilidade com a vida das pessoas”, afirmou o atual vice-prefeito de Salvador.

O protocolo prevê ainda o afastamento dos eventos oficiais de membros da coligação que pertençam a algum grupo de risco e a higienização de todo material utilizado na montagem dos eventos.

Fiscalização

O protocolo adotado busca se adequar à resolução publicada na última segunda-feira (21), pelo Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) que busca regulamentar a atuação da Justiça Eleitoral na fiscalização de eventos de campanha que violem as diretrizes sanitárias de combate ao Covid-19. A norma cita ainda que juízes eleitorais no exercício do poder de polícia poderão coibir atos que violem as regulamentações sanitárias.