Foto: Michael Reaves / Getty Images / AFP

Mais maduro, Neymar é protagonista no Brasil e recebe elogios do técnico Tite. Atacante está confirmado para hoje, diante do Peru, às 21h

*Pedro Moraes

A busca pelo hexacampeonato mundial terá mais um episódio hoje, às 21h, no estádio Nacional de Lima. Depois do passeio aplicado na estreia das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo, como 5 a 0 sobre a Bolívia, a Seleção Brasileira visita o Peru nesta noite, de olho na segunda vitória consecutiva para se firmar no topo da competição continental.

Enquanto na primeira partida do torneio, os torcedores do Brasil mantiveram a expectativa até horas antes do jogo para saber se Neymar iria entrar em campo, nesta rodada já está mais do que confirmado de que “o pai está on”. Recuperado de dores na região lombar, o camisa 10 do Paris Saint-Germain e também do time do técnico Tite, entrou em campo na última sexta-feira (9), sendo o grande destaque do confronto contra a seleção boliviana, em São Paulo.

Autor de duas assistências contra a Bolívia, Ney acertou também o travessão adversário, aplicou dribles desconcertantes e teve ótima atuação, sendo destacado pelo comandante brasileiro na coletiva de ontem. Segundo Tite, a evolução do atacante é consequência da “maturidade desenvolvida”. “Neymar é homem, não é mais garoto e já tem essa maturidade desenvolvida. Essa situação está cada vez mais em evolução, o que me deixa muito feliz.

Em termos técnicos e táticos, ele não é só flecha agora. Eu vi essa definição do Gustavo Villani(narrador),que (o Neymar) é arco e flecha, armador e finalizador. Ele desenvolveu isso, como aconteceu no jogo (contra a Bolívia) de dar duas assistências, ter penúltima bola, romper a marcação. E ter essas duas possibilidades. O Firmino que foi bastante arco poder ser flecha também. A gente procura potencializar suas virtudes”, reconheceu o treinador do Brasil.

Em função da idolatria e identificação de boa parte da torcida brasileira, o comandante também foi questionado sobre a confirmação de Neymar para o duelo contra o Peru e aproveitou para valorizar as virtudes do atleta. “Ele está normal, treinou bem hoje, ontem, já sem nenhum problema. A respeito da parte técnica, dessa liberdade maior, de flutuar para ser um jogador de articulação, ser agudo, de flanco, de lado, isso também favorece”, completou.

Além do objetivo de participar novamente de um Mundial, o atacante do PSG poderá igualar o recorde do centro avante Ronaldo. Com 61 gols anotados com a camisa da Seleção, Neymar pode empatar em número de gols como ‘Fenômeno’ caso marque uma vez contra os peruanos. Assim, alcançará a marca de segundo maior artilheiro do Brasil, atrás apenas de Pelé, pela contagem da Fifa.

*Sob a supervisão do editor Léo Santana