Foto: Alex Oliveira / Ag. A TARDE

Eventos celebram um ano da canonização com transmissão pelas redes sociais do Santuário

*Tácio Caldas

Há um ano, Irmã Dulce se tornou a primeira mulher comprovadamente nascida no Brasil a ser canonizada. Ontem, a data foi celebrada com uma missa solene no Santuário Santa Dulce dos Pobres. Os eventos seguem até o dia 18. Todos com a transmissão pelas redes sociais do santuário.

A celebração foi presidida pelo frei Giovanni Messias e contou com a participação de fiéis tanto presencialmente quanto virtualmente. “Na verdade, estamos vivendo uma festa diferente do que queríamos nesse tempo difícil, mas eu acredito que tudo acontece no tempo de Deus. A canonização precisava ser no dia 13 de outubro de 2019 para nos preparar, para nos fortalecer, porque a vida de Santa Dulce acaba sendo um farol de esperança”, relatou.

Ainda segundo ele, ontem ocorreram algumas missas, até com participação e a realização pelo arcebispo de São Salvador e primaz do Brasil, cardeal dom Sérgio da Rocha